Plataformas

Outras Mídias

The Classics Games. Criado por Maxwel Gamer.. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

14 de dez de 2012
   (Quando a diversão camufla as falhas)


Obs: Eu não coloco o link de jogos de PS2 por causa do tamanho e da dificuldade de achar links online hoje em dia, mas como LEGO SW é bem pequeno (menos de 500 MB), eu vou colocar o link com o jogo em PT-BR

História: O jogo narra alguns acontecimentos dos filmes "Episódio 1: A Ameaça Fantasma (The Phantom Menace)", "Episódio 2: Ataque dos Clones (Attack of the Clones)" e "Episódio 3: A Vingança dos Sith (Revenge of the Sith)", que fazem parte da nova trilogia de Star Wars.



(As únicas CGs do jogo, que serve para situar o jogador, além de conter os loadings)

Gráficos: Como o jogo é uma adaptação de Star Wars para os modelos LEGO, não tem muito o que se modelar nos personagens, então a Traveller's Tales resolveu se focar mais nos cenários. Os personagens, como eu falei, são quadrados, representando o brinquedo LEGO, e as únicas diferenças entre eles são as "roupas" (roupa = um deseinho no corpo), o cabelo, a arma, e capa (se tiver). Os cenários são belíssimos, com texturas muito bonitas para o PS2, efeitos de água (aquele laginho de "Invasion of Naboo" é maravilhosamente lindo) e de fogo/lava (OMG, que lava é aquela de "Darth Vader"), deixando um dos visuais mais bonitos do PS2. As cutscenes são muito bem feitas, usando gráficos in-game, além do alto teor de humor durante elas (a Padmé com um barrigão brigando com Anakin é uma das cenas mais toscamente divertidas do jogo).


(A última parte da 1ª fase de Shoot em Up, é a mais "jogável" entre todas)

Som: Noooossaa, cara, se tirassem o som do jogo, eu não sei se teria chegado até o final do mesmo, pois ele é MAGNIFICO !!!! A Traveller's Tales pegou emprestado as fantásticas músicas feitas por John Williams para os filmes, fazendo LEGO SW um dos jogos com a melhor OST da série SW nos jogos, te cativando cada vez mais a progredir no jogo para ouvir a próxima música. Os efeitos sonoros do jogo foram tirados dos filmes, trazendo os efeitos mais fieis ao dos filmes. Como o jogo é da série LEGO, os personagens não tem vozes, no lugar disso eles só fazem uns gruídos quando morrem.


(Dexter's Diner, aonde você pode dar um passeio, fazer as compras, além de dar uma olhada na sua coleção)

Jogabilidade: A jogabilidade do jogo é bem diferenciada, com fases diferentes uma das outras. O jogo conta com 17 fases ao todo, sendo que 6 são do Episódio 1, 5 são do Episódio 2, e outras 6 são do Episódio 3, além de contar com fases extras baseadas no Episódio 4 (Uma Nova Esperança), mas ainda não desbloqueei essas fases extras. O jogo conta com 3 tipos de personagens: Os Jedis/Sith, que se baseiam no combate a curta distância, além de usar a força para montar peças LEGO, destruir os inimigos, e mover objetos, além de possuir pulo duplo; Os personagens que usam armas de fogo, que se baseiam em ataques a longa distância, e só possuem um pulo normal (sem duplos; e os personagens que não atacam, e só servem para desbloquear/entrar em áreas não acessíveis pelos 2 tipos de personagens anteriores. Depois de completar uma fase, é liberado o modo Free Play, que consiste em joga-la sem história, aonde você pode escolher um personagem para joga-la e a máquina sorteia alguns personagens de cada tipo que eu detalhei anteriormente. Através do Free Play é que você pode acessar algumas partes que não eram acessíveis, e que você não poderia pegar o mini-kit (10 cápsulas que ao serem pegas durante a fase montam uma aeronave, que dá dinheiro para se comprar coisas). Além das fases de Ação/Aventura tradicionais, tem fases onde você compete em uma corrida de Pods, que aonde você anda bem sobre os trilhos (e com um controle bem esquisito); fases Shoot em Up isométrico; e fases Shoot em Up "3D" (como Galaxy Force ou After Burner, só que sem a mira). Você pode até achar essas fases diferentes interessantes do modo em que eu falei, mas elas são um porre, o porque ???? Bom, a dos Pods é totalmente sobre os trilhos, e é terrível você tentar pegar os mini-kit e virar para os lados, além de 3 "voltas" chatas pra burro; a dos Shoot em Up são chatas, você não consegue matar nada direito porque movimentar a nave é confuso demais, além de não possuir mira e você morrer injustamente. Um fato que deve ser comentado é a AI do jogo. A dos inimigos (excluindo os Bosses) é ligada somente no modo "ele matar" (como o Yoda falaria), com em pouquíssimos momentos apresentando algum tipo de inteligencia. A dos parceiro é uma coisa mais estranha ainda, com momentos aonde ele faz algumas coisas inteligentes, outras ele não conseguindo atacar um inimigo que está do lado dele (e isso dá uma raiva do caralh#, pois em algumas fases vem inimigos infinitos até você completar algum objetivo e o parceiro não te ajuda), e tem outras em que eles simplesmente se desligam, como aconteceu comigo quando eu estava no Free Play na fase "Escape from Naboo" do Episódio 1 procurando os mini-kit que eu não achei/consegui pegar, e os parceiros (da fase e o que fica desde o começo da fase com você) ficaram simplesmente "travados mentalmente", não se mexendo. O jogo parece que foi feito para ser jogado em Co-Op, pois tem partes que os dois tem que fazer algum objetivo juntos para abrir uma porta ou uma ponte, mas como eu não jogo com ninguém (nem tenho um 2º controle), eu não experimentei joga-lo com outro jogador. Além do que foi citado, eu deixei de falar sobre as fases de Ação/Aventura por último. Elas são bem divertidas e bem feitas, mas tem alguns erros que tiram o brilho delas. Os primeiros são a câmera que chega atrapalhar em alguns momentos mais árduos, o pulo meio difícil nos momentos de plataforma em que exigem precisão e habilidade (como em "Darth Vader"), e o.... Yoda (saber do que está falando não sei) ???  Sim, você não leu errado. O mestre Jedi tem uma jogabilidade bem pior do que os outros personagens, pulando igual uma perereca sem cabeça com o sabre de luz na mão (e isso atrapalha nos momentos aonde você precisa trocar de personagem ou usar a força), e sendo uma lesma sem ela. Mancada...




Nome do jogo: LEGO Star Wars: The Video Game
Plataforma: PS2, GBA, Xbox, Game Cube
Gênero: Ação/Aventura, Shoot em Up, Plataforma, Corrida
Desenvolvedora: Traveller's Tales
Distribuidora: Eidos
Ano do Lançamento: 2005

Notas:

Gráficos: 10
Sons: 10
Jogabilidade: 7
Diversão: 10
NOTA FINAL: 9

Conclusão: Tecnicamente impecável, LEGO SW (1) consegue "camuflar" suas falhas de jogabilidade compensando com diversão, uma direção de arte perfeita, e uma OST magnifica. O replay do jogo por causa dos super-kit e dos mini-kit é mostruoso, e desbloquear os personagens e manhas do jogo se torna um desafio que te cativa a jogar e re jogar.

Prós
Graficos
Som
OST
Fogo e água
Mais personagens do que você pode lembrar
Diversão
Replay garantido
Extras

Contra
Câmera e pulo
Yoda
Fases de Corrida e Shoot em Up

Se você quiser de qualquer forma contribuir com o blog, ser um colaborador ou qualquer outra coisa sempre deixe um comentário. Comente sobre a análise e alguma história com a série/jogo (e dê muitos puxões de orelha se eu falei alguma besteira).

5 comentários:

Anônimo disse...

bem legal o jogo!!! achei nota 10

Mauricio Gaspar disse...

eu nuca vi por esse lado mas o jogo continua no 10

Anônimo disse...

eu já zerei o jogo falta o sinal de pergunta e alguns personagens e os mini kit.

gabriel gamer disse...

cara eu to jogando ele ainda não zerei mais pretendo zerar 100% vai ser complicado mais quero zerar ele por completo!!!! bom post mano...ou...mana :)

jake uzumaki disse...

esse jogo marcou muito minha infância!

Parceiros