Plataformas

Outras Mídias

The Classics Games. Criado por Maxwel Gamer.. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

7 de jul de 2012
(A bolota rosa da Nintendo protagoniza um dos melhores jogos do NES)

Ps: Eu estou procurando autores de análises que querem participar do blog, os interessado entrem em contato comigo.


(O museu, área do jogo para você pegar poderes) 

História: Nem tudo vai bem em Dream Land. Por alguma razão misteriosa, os moradores da pacata cidade não podem mais sonhar, pois o Dream Spring - uma espécie de poço que guarda os sonhos - não está mais funcionando. Agora todos estão desesperados, pois seus piores pesadelos atormentam o sono outrora tranquilo. Kirby, porém, descobriu que o malvado rei Dedede roubou a Star Rod, acabando com a energia mágica que alimenta a Dream Spring. O herói deverá então avançar nos diversos estágios engolindo as habilidades dos oponentes, recuperar os pedaços da Star Rod e restaurar o sonho tranquilo na Dream Land. 



      (Um tipo de Bonus Stage presente no jogo)

Gráficos: Os gráficos do jogo são sensacionais, fazendo você não acreditar que eles estão sendo gerados pelo NES. As cores são vivas e leves, como em Super Mario Bros. 3, lembrando muito os jogos dos 16 bits. Os cenários são fantásticos, com um tom alegre e confortável, que faz você não enjoar do jogo. Os inimigos são fantásticos, com uma grande quantidade de tipos de inimigos diferentes, e todos com muitos detalhes. Os bosses são coisas magnificas, sendo bem diferentes de tudo o que você já viu nos 8 bits. Kirby conta com vários tipos de aparências diferentes, dependendo do poder que você sugou.


(Um dos Bosses mais bonitos do jogo)


Som: O som do jogo é fantástico, com músicas grudentas e efeitos sonoros bem feitos. As músicas do jogo usam batidas tecnos, mas com um chip de 8 bits. Elas são grudentas e criativas, combinando com a atmosfera alegre do jogo e usando toda a capacidade do chip de 8 bits do NES. Os efeitos sonoros usam toda a capacidade do NES, contendo os melhores efeitos sonoros do NES. A Hal Laboratory caprichou no som, pois além de ter músicas sensacionais e efeitos sonoros que usam toda a capacidade do NES, não ocorrem em nenhum momento do jogo de a música ser cortada para um efeito sonoro ser reproduzido


(Esse é o mapa do jogo, usado para você escolher as fases)

Jogabilidade: A jogabilidade do jogo é magnifica, com uma mecânica totalmente diferente de todos de plataforma que já tinham sido lançados. Kirby pode puxar os inimigos, e com isso sugar os poderes deles (ou cuspir eles), o que faz cada tipo de poder ter uma mecânica de jogo totalmente diferente. As Bosses Battles são épicas, com cada Boss tendo uma fraqueza e uma estratégia diferente. O jogo também conta com vários mini games, onde muda completamente a mecânica de jogo, indo desde uma daquelas máquinas de brinquedos (onde você controla O Garra), uma arena de batalhas, e até bang bang no meio do deserto.




Nome do jogo: Kirby's Adventure
Plataforma: NES
Gênero: Plataforma
Desenvolvedora: Hal Laboratory Inc.
Distribuidora: Nintendo
Ano do Lançamento: 1993

Notas:

Gráficos: 10
Sons: 10
Jogabilidade: 10
Diversão: 10
NOTA FINAL: 10

Conclusão: Kirby's Adventure é um dos jogos mais completos e bonitos do NES, usando toda a capacidade dele. O jogo, além de inovador e bonito, é um dos mais divertidos dos 8 bits, agradando tanto os jogadores hardcores, quanto os casuais.

Prós
Gráficos sensacionais
Som fantástico
Jogabilidade magnifica
Cenários fantásticos
Boa quantidade de inimigos
Mecânica de jogo totalmente diferente
Inovador
Poderes diferenciados
Um dos melhores jogos do NES

Contra
...

Se você quiser de qualquer forma contribuir com o blog, ser um colaborador ou qualquer outra coisa sempre deixe um comentário. Comente sobre a análise e alguma história com a série/jogo (e dê muitos puxões de orelha se eu falei alguma besteira).

3 comentários:

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

joguei muito Kirby no inicio do ano. é um dos jogos mais bem feitos do NES. as musicas, as fases de bonus, os chefes. tudo é bacana.

Anônimo disse...

Minha primeira experiencia com o Kirby :

Lembro quando joguei a primeira vez esse jogo, eu não sabia que se aperta-se o botão para baixo, absorvia os poderes dos inimigos... achava que era só sugar inimigos e cuspir estrelinhas a habilidade do kirby, zerei o jogo todo (difícil pra cacete algumas fazes e chefes jogando desse jeito ) e depois deixei na tela de introdução, que ficou mostrando umas fazes e o kirby absorvendo as habilidades... fiquei maluco e corri zerar de novo kkkk (eu tinha 5 anos e impressionantemente nunca me ocorreu de apertar o botão para baixo enquanto tava com um inimigo na boca kkk )

Ótima analise, foi com esse jogo que conheci o Kirby <3 ^_^

Luigi Filipe Bonvenuto disse...

Eu acho esse jogo incrível tanto que já até fiz análise no meu blog!

Parceiros